27 de Agosto de 2005

O AMOR NÃO TEM IDADE





Quem nunca ouviu esta frase?

Nem me lembro da primeira vez que a ouvi, e a partir dai tenho constatado quanta realidade a mesma contém.

Na verdade, ninguém pode ter a certeza dos sentimentos do outro, e talvez nem se consiga ter a certeza absoluta dos nossos.

Um dia ouvi ou li algo parecido a isto :

Posso dizer que te amo e não amar, posso falar que te quero e não querer, posso inventar palavras que te agradam e nem as sentir, mas uma coisa nunca poderei fazer, é olhar-te nos olhos, dizer que te amo, e tu não te aperceberes da verdade através desse olhar, porque os olhos não mentem, são o espelho que reflecte a alma.

Acabei de ouvir meu filho cantar junto com o som deste fado de Amália " Nem ás Paredes Confesso " , e o pensamento voou para o momento em que o vi chorar, quando a rapariga que ele amava lhe disse, olhando-o nos olhos que já não o amava mais.

Julgo que os jovens têm outra capacidade de encarar esses factos com mais naturalidade do que nós, os pais.

Isto levaria a tecer outras considerações, tais como o desgaste nas relações e o reencontro com outro amor, especialmente a partir de determinada idade.

Agora, aqui para nós, como vamos em questão de amores?

Ainda o confessamos olhando nos olhos, ou será que nem ás paredes o confesso?

Fica um beijo

20 comentários:

  1. Mais um lindo texto e uma interessantissima pergunta deixada em jeito de..."como vai isso de amores?"
    Realmente os jovens têm uma outra forma de viver as suas realidades!
    Mas sofrem, sim! E quanto sofrem!!!
    Nós,sofremos de uma outra forma, mais escondida, mais interiorizada, ou não fossemos da geração do "ter de sofrer"!
    Claro que há muitas excepções!!! Elas têm que confirmar as regras...
    Quanto á pergunta...eu nem às paredes confesso!!!!
    Um beijo! Gosto muito do seu blog, sobretudo porque é Açoreana e de Sta Maria onde tenho amigos.
    Até breve,
    Passaro azul.

    ResponderEliminar
  2. "Como vai isso de amores" , perguntas tu, eu respondo "Nem ás paredes confesso".
    Pois os jovens tem outra forma de encarar o amor mas quando toca a sofrer são como os mais velhos.Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Posso dizer que, ao fim de 19 anos de casamento me acontece dizer olhos nos olhos que amo... não confesso às paredes, porque essas não têem ouvidos e as palavras bonitas para além de sentidas têem de ser ditas e ouvidas. Bjinho grande:)

    ResponderEliminar
  4. Como vamos de amores??? Vamos sempre bem e mal, por entre risos e lágrimas! Ninguém é 100% feliz ou 100% triste! Este blog enche a alma! Obg por existires!!!!
    Fica bem!

    ResponderEliminar
  5. Ai que pergunta mais indiscreta...lol

    Antes de mais, quero agradecer a visita ao Bufagato, obrigado pelas gentis palavras.

    Amores? Quem os não tem?
    Não concebo a vida sem amor(res).
    Eu tenho pelo menos quatro, mas... nem ás paredes confesso quem são, eles sabem e para mim chega-me.

    Boa semana
    bjo

    ResponderEliminar
  6. "O amor não tem idade".

    Acontece quando menos se espera, por vezes se desfaz quando menos o desejamos.Mas o importante é amar, sempre, em qualquer idade, porque só isso é viver.

    ResponderEliminar
  7. O tempo passa e tenha a impressão que isso nos faz mais preparados para encontrar este grande e definitivo amor.. sinto-me assim.. preparada e à espera dele!
    um beijo

    ResponderEliminar
  8. " O amor é intemporal"
    Gostei imenso do post , é bom que abordemos estes assuntos.

    Vim deixar-te um beijo e agradecer as tuas sempre amaveis palavras.
    Não vou poder fazer visitas durante um curto espaço de tempo mas voltarei logo que possa.
    Beijinhos para ti.

    ResponderEliminar
  9. Vim agradecer e retribuir a visita aos Fragmentos...

    "Como vai isso de amores" , perguntas tu, eu respondo "Nem ás paredes confesso"....

    quanto ao sofrer, todos sofremos de igual modo...

    e sofremos, e sofremos...

    Beijinhos, uma boa semana*

    ResponderEliminar
  10. Lua dos Açores29 Agosto, 2005 12:57

    Oh Kumadre
    Eu já vi jóvens chorarem de desgosto pela perda de um amor que, segundo eles, seria o último das suas vidas e jurarem que nunca mais voltariam a amar...tal como nós os da idade madura, adulta, calejada. Eu também cada última vez é a última. Mas nada como a paixão para fazer com que eu remoce, cuide mais de mim me olhe no espelho e goste do que vejo. Mas também eu choro baba e ranho quando o "tal" bate com a porta e fica o vazio...e nunca mais me volto a apaixonar...até à próxima e que seja já hoje.

    Como vai isto de amores? É só olhares para mim...logo vês.

    Beijo

    PS: tou a precisar que vás lá casa acho que já contornei o problema dos Pop Ups com uma sugestão da Ângela...o pior é que com este compasso já não sei fazer nada no blog...Help!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  11. Este blog está recheado de textos deliciosos...
    Adorei!

    ResponderEliminar
  12. o amor nao tem idade... esta frase diz.m muita coisa por variadissimos motivos. o mais importante deles para mim 'e o meu namorado e eu termos varios anos de diferenca um do outro e estamos juntos ha dois anos ja. foi o meu primeiro amor, meu primeiro namorado. dizemos todos os dias um ao outro o quanto nos amamos e queremos... se este amor vai acabar nao sei, mas q seja maravilhoso enquanto estivermos juntos.

    *

    ResponderEliminar
  13. Oie...

    Infelizmente isso acontece, pois bem sabemos q todos nós estamos sujeito a isso né?!?!?!

    Bjs pra vc e boa semana

    Gleice Lúcia
    gleicelucias@yahoo.com.br

    ResponderEliminar
  14. "O Amor é Intemporal"

    E quando toca ao sofrimento, sofrem os velhos e sofrem os novos...

    Mas o importante é amar...
    E melhor ainda quando também se é amado...

    Bj

    ResponderEliminar
  15. Também tenho 19 anos de casamento e mais uns 3 de amor! Sim...digo-o nos olhos dele, sem reservas. Todavia...(isto é lixado) não sei se quando ele mo diz (tão raro é ouvir essas palavras da boca dele...) se me olha nos olhos! Pensabdo bem...acho que não...

    Jinho, BShell

    ResponderEliminar
  16. Querida amiguinha,
    Verdade "O AMOR É ETERNO"
    Quanta saudade de todos.
    Aqui estou ofertando 1BICA no Roseiral em DOCES AROMAS.
    BOA SEMANA
    ALUENA

    ResponderEliminar
  17. Que bela foto, para mim que ainda está fresquinho é uma maravilha estas coisas.

    ResponderEliminar
  18. Bel,
    De todo o texto, que a tua sensibilidade ditou, sobressai uma verdade inquestionável. 'O desamor que magoa um filho fere sempre o coração da mãe'.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  19. Amiga, apesar dos anos vividos juntos, ainda olho nos olhos do meu amor e ainda vejo ali refletido todo o sentimento que nos uniu anos atrás... isso sim, é felicidade! poder ver-se refletida nos olhos do ser amado, ver refletido ali todo o amor que um dia nos uniu, e que ainda nos une a cada novo amanhecer... lindo!
    Hoje quero dizer-te que eu ando meio a passo de tartaruga Tentando, ao máximo manter o ritmo do meu blog... devagar e sempre...
    Deixo-te muitos beijos e sorrisos, querida amiga!

    ResponderEliminar
  20. lindo isso adorei lindo mesmo...bjss e muito amor

    ResponderEliminar