21 de agosto de 2006

Cecilia Meireles " JARDIM COM FLORES "


Quem me compra um jardim
com flores?
borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis nos ninhos?
Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro a hera,
Uma estátua da Primavera?
Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?

E o grilinho dentro do chão?

(Este é o meu leilão!)



[Cecília Meireles in Leilão de Jardim]

13 comentários:

  1. Que surpresa e que contentamento o meu. Nem vou deixar mais palavras. O meu não dizer nada é dizer muitas, muitas coisas, mas fiquei muito feliz com esta tua postagem.
    Um beijinho.
    Manuel

    ResponderEliminar
  2. Um lindo poema.
    Parabéns pela escolha.

    ResponderEliminar
  3. coisas que não podemos comprar

    ResponderEliminar
  4. Sempre tiveste o bom gosto da escolha.
    Beijinho isabel

    ResponderEliminar
  5. Compro eu,compro eu...e então se vier daí...


    Beijinho

    Doceando

    ResponderEliminar
  6. Compro eu,compro eu...e então se vier daí...


    Beijinho

    Doceando

    ResponderEliminar
  7. Hoje estava a reler o meu blog, a reler comentários... E encontrei o teu... Fiquei contente por ver que ainda estás aqui... Só para deixar um "oi"
    =)
    *******s

    ResponderEliminar
  8. Em 1979, no segundo ano do primeiro grau, eu li este poema no meu livro de Lingua Portuguesa. Depois de muitos anos (hoje estou com 40) sempre me lembrando deste poema, hoje num impulso digitei o inicio dele no google e, a 10 minutos atras, pude fazer uma viagem no tempo. Pude abraçar os amigos de infância, de escola. Dei um abraço gostoso na minha professora que já partiu para o plano espiritual e, resgatar um tempo onde sonhar era a regra principal...sonhar muito, ao vivo, a cores e com som stério.
    Cecilia Meireles é simplesmente fantástica!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse foi o primeiro poema que li na vida!!! também viajei ao lê-lo!!!

      Eliminar
  9. oi pessoau,quero dizer que achei lindo a poesia e que vou imprimir

    ResponderEliminar
  10. Amo Cecília Meireles! Obrigada por compartilhar esse lindo poema!
    Fiz uma página sobre ela no Facebook. Beijos.

    ResponderEliminar
  11. Delicada como uma flor tu foste uma dia ,mas os espinho da vida te fez uma ferida.Menina assustada tu fica se desenganada ,e a flor nunca mas desabrochou. ( de Maria Betania de souza muniz )

    ResponderEliminar