14 de junho de 2010

Modinha...poema de " CECÍLIA MEIRELES "

















Tuas palavras antigas
Deixei-as todas, deixeia-as,
Junto com as minhas cantigas,
Desenhadas nas areias.


Tantos sóis e tantas luas
Brilharam sobre essas linhas,
Das cantigas — que eram tuas —
Das palavras — que eram minhas!


O mar, de língua sonora,
Sabe o presente e o passado.
Canta o que é meu, vai-se embora:
Que o resto é pouco e apagado.






Cecília Meireles

2 comentários:

  1. Cecília Sempre bela...
    Boa escolha
    Bjs
    Mila Lopes

    ResponderEliminar
  2. Aqui se enxuga lágrimas em largos sorrisos. A magnetude deste poetas nos vivemos o hoje o momento quando lemos a cada frase a cada metáfora.
    Lindo trabalho o seu e quero que saiba que teu canto já é destaque em meu blog.
    Abraços e a tua força é a nossa alegria quando lemos estes poetas imortais.

    ResponderEliminar