14 de setembro de 2005

DEIXOU A SUA INSPIRAÇÃO A "ALEX "


Agradeço à Alex do Blog
  • PALAVRAS DISPERSAS,PORQUE A VIDA TEM COR
    o inspirado texto que me presenteou, conforme pedido no post anterior.

    Beijo para ti

    ***********************************




    No momento em que pisei a areia soube que iria reconhecer-te.

    Estavas sentado à beira mar e olhavas o mar como quem procura a paz, uma tranquilidade já há muito merecida.
    Naquela manhã o céu enublado fez do mar o nosso mundo.

    Olhar-te nos olhos.
    Ver-te pela primeira vez.
    Olhaste-me também e bastou um segundo,
    Entenderes por fim as palavras que te deixei.
    As que nem sequer te escrevi.
    Ninguém me fez sorrir assim
    Percebes agora a necessidade que tenho de ti?

    Parámos o tempo o quanto pudémos.
    Prolongámos um sentir, um desejo de mutuo conhecimento.
    Por favor, não me tires este momento.
    Ficámos retidos, num silêncio perfeito.
    Ficámos horas juntos nessa manhã.
    Meu Deus, eu já sabia que iria ser assim.

    Levantei-me e segurei os passos ainda inseguros.
    Saí da praia com a certeza que não voltaria a sentir-te assim.
    De costas voltadas,
    o vento no rosto.
    Alguma vez amaste alguém assim?


  • 11 comentários:

    1. Isabel, estou sem palavras.
      Foi uma recepção linda a que me fizeste à minha entrada para a tua "alma de poeta". Obrigada, gostei muito do que fizeste.
      Que a inspiração nunca falte.
      Um beijinho.

      ResponderEliminar
    2. Lindissima inspiracao, querida amiga... estou, como o comentario anterior, sem palavras...
      Um grande beijo para ti!

      ResponderEliminar
    3. Já nada me espanta.
      Tudo que tenha a mão da Alex, tem o seu encanto, enigmático, impreciso, mas puro; e aí reside a beleza dos seus trabalhos, dos seus pensamentos.

      Parabéns pelo intercâmbio e simbiose que conseguiram, num simples(?) desafio de imaginação e vocação.

      Bjinhos duplicados

      ResponderEliminar
    4. Li, algures, que está em risco de fechar uma editora particular dos Açores.
      Das poucas que ainda dava voz aos escritores e poetas das ilhas, divulgando os seus trabalhos ao mundo.

      Fico triste.

      ResponderEliminar
    5. A liberdade da inspiração voou e surtiu este suave e agradavel post. Parabéns! Cumprimentos.

      ResponderEliminar
    6. Muito bonito este poema, e depois com o cheiro desta ilha fáz com que me sinta num Paraíso, bem haja, zezinho

      ResponderEliminar
    7. Obrigada pela visita, adorei o teu blog. Textos lindos e a música...Adorei!

      Bjks

      ResponderEliminar
    8. Olá!
      Os meus sinceros parabéns pelo teu inspirado blog.
      Adorei!
      Agradeço-te também as tuas visitas e comentários ao "entre o sono e o sonho".
      Ainda, obrigado pelo link com que nos brindaste e que vamos retribuir de imediato.
      Um beijo

      ResponderEliminar
    9. ...que lindo poema e foto...muito bem...

      beijinhos.

      ResponderEliminar
    10. ****que lindo, sentimento de palavras, a musica sonho!

      ResponderEliminar