15 de julho de 2004

Principe " Em maresia "

Enrolados num beijo,
Surdo e doce,
Ficamos parados,
Pregados,
Imóveis....
O tempo pára.
Nada existe,
E só o nosso amor,
Subsiste.

Para a semana,
Presta atençao ao mar...
Vai á praia,
Escuta o vento,
Numa brisa de maresia.

Vais sentir um beijo,
Salgado...
O meu.

Como,
Uma vaga que lambe,
A areia fina da praia
Numa noite de luar...
Sob um céu estrelado...

Ao longe,
Ouve o sussurrar do mar
E dois corpos nus
Se envolvem
Em maresia
Atirando pedras no mar.

Em cada rosto que se vai criar,
Vejo o teu rosto formar,
E tu voltando
Pra eu te amar.



Principe

5 comentários:

  1. Agradecendo a visita e amável comentário,
    "Et c'est ainsi que je fis la connaissance [deste espaço]". Antoine de Saint-Exupéry, Le Petit Prince
    Sim, acertaste em pleno! ;-)
    Bom fim de semana. Abraço
    http://amoergosum.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  2. Triplamente bom gosto. (Poema, imagem, som...)

    ResponderEliminar
  3. Quem escreve assim...é "sensibilidade"!
    Por este "momento",obrigada
    LLM

    ResponderEliminar
  4. Está belissimo, o que já nao constitui surpresa.
    O teu é um blog de bom gosto e sensibilidade.
    Bom dia, Isabel.
    Fica um beijito amigo do Zé

    ResponderEliminar
  5. (É impressão minha ou o Sapo anda a pregar-nos partidas de novo? Não vejo a imagem, e nos meus também não estão).
    Adiante.
    O mais importante são as palavras que aqui colocas. E, Maresia, faz-me lembrar entardeceres na praia. Com a espuma das ondas a beijar os pés.
    :)
    Bjitos

    ResponderEliminar