9 de agosto de 2004

Nilzeth Alcântara ***** LOUCURA *****

LOUCURA

Buscando a loucura,
Aprendi que ela é o elo mais forte ligando o coração à razão.
Que mostra verdades sempre escondidas
No ser de quem a possui.

Enquanto Louca, posso te pedir amor.

Posso dizer que te amo.
Posso dizer que sou sua.

Posso sonhar o teu sonho e suportar as tuas mentiras.

Enquanto Louca, posso entender a tua frieza.
E a distância dos nossos sentimentos.

Que hora existe e que só vc não quer dizer.
Posso até ver no teu olhar ausente, como não aprendeste a me amar.

Só na Loucura encontro motivos necessários;
Para te fazer notar que sou mulher, amante, brisa;
E até o momento que precisas, para viver.

Mas..... como Louca.... ah!
Como te fazer entender.
Serei mesmo uma Louca???



Nilzeth Alcântara

3 comentários:

  1. Loucura é não amar ou não saber amar.
    Loucura é conter sentimentos. Não falar.
    :)
    Loucura são as palavras dita e as não ditas neste poema. Lindas.

    Bjitos

    ResponderEliminar
  2. Já cá não vinha há bastante tempo... perdi bastante. Mas penso recuperar visitando-te mais vezes. Gostei muito, muito mesmo, desta "loucura". Ser louca é deixar de sonhar.

    ResponderEliminar