15 de fevereiro de 2005

Duma amiga que a net me presenteou, aqui fica um poema que amávelmente me enviou.
Um beijo para ti Céu




Saudade



Não posso viver sem ti
Não quero viver sem ti.
Dizem-me que sou forte
Que a vida continua...
Mas eles não sabem
Que nós éramos um,
E se éramos um,
Como separar uma parte?

Não Gi!
Eles não entendem, não sabem,
Porque não se amam como nós.
Eu sei que não queres que eu chore
Não posso suster as lágrimas
Lágrimas de amor, saudade,
Tristeza por não te ter comigo.

Sofro muito e sei que tu não queres.
Mas tu conheces-me,
Tu sabes que não sou tão forte assim.
Como é difícil passar sem as tuas mãos,
O teu carinho,
A tua loucura por mim.
Gi, olha por mim.
Ouve-me, ajuda-me,
Espera-me.

Maria do Céu Câncio
1999.09.25

8 comentários:

  1. Num amor desse tipo devia ser possível partir juntos. É muito difícil conceber a vida a seguir.
    Muito bonito esse poema.
    Beijo para ti.

    ResponderEliminar
  2. O único que posso fazer é repetir os outros comentários e dizer que sim, o poema é belíssimo, como deve ser esta tua amizade... :)
    Muitos beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. E melhor qiand que o poema é a vossa amizade. Beijokas, Betty :)

    ResponderEliminar
  4. Poema mui belo, sim... quanto ao tema, saudades...é muito dificil sentir saudades por quem amamos, querer estar junto e estar longe...mas ao amor verdadeiro tudo resiste.!! Bjokas, bom fds.**

    ResponderEliminar
  5. Tem-me faltado o tempo para visitar os cantinhos da blogosfera que aprecio. Mas entre a vida profissional absorvente e o projecto cultural das horas livres, pouco me resta para a família e os amigos. Espero que me compreendas. Aproveito a oportunidade para comunicar que estou de “casa nova”, embora na “mesma freguesia”, e deixo aqui um CONVITE – http://osabordaspalavras2.blogs.sapo.pt/arquivo/491169.html. Quanto ao post de hoje: Essa tua amiga merece os parabéns. Ai a saudade que nos dá cabo do coração... e da alma! Lindo poema. Bjs

    ResponderEliminar
  6. Bonito esse poema de um "amor maior do que a vida"... Beijinhos para ti e para a autora

    ResponderEliminar