27 de fevereiro de 2005

Vitor Cintra " SONHO "

SONHO

Chegaste ...
de repente e sem aviso !
O delírio, num sorriso,
chamando.
Corpo e alma e tudo em mim
vibrando,
no vislumbre do ensejo,
numa ânsia, num desejo,
de ti.
Ilusão que me sorri!
Contraste
doutros dias, maus, sem fim.

Vitor Cintra " Momentos "

9 comentários:

  1. passei por aqui por acaso.
    li e sonhei com este sonho tão belo... é sempre triste os dias maus existirem, mas existem. o que importa mesmo são os dias bons, felizes, esses sim são importantes.

    já estive passeando pelo teu blog e devo dizer gostei bastante:)

    *

    ResponderEliminar
  2. Olá Amiga!
    Depois de uma semana de uma gripe louca, cá estou, de volta, para o vosso convívio que me alegra tanto.
    Desejo-te um lindo início de semana..
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. Majestosos versos! Beijo de segunda!

    ResponderEliminar
  4. Olá... Adorei este poema! Eu sou uma sonhadora incorrigível, por isso o sonho é uma costante...Bjs** boa semana.

    ResponderEliminar
  5. Aline ( Brasil)01 março, 2005 10:47

    Nossa eu virei sua fã eu gostei muito do seu blog...Parabens

    ResponderEliminar
  6. Oi Isabel!? "...corpo e alma e tudo em mim..." belíssimo! Bjs!

    http://clareando.blogspot.com->prosa
    http://clara1.blogspot.com->poesia

    ResponderEliminar
  7. Gostei bastante deste "sonho". Estas chegadas sem aviso são maravilhosas.

    ResponderEliminar
  8. Que sonho bonito este! Beijos, Betty :)

    ResponderEliminar
  9. Pelo que este poema significa... o meu abraço, pela tua escolha.
    João Vítor

    ResponderEliminar