14 de junho de 2005

JOSÉ MARIA LOPES DE ARAÚJO ** Ao Cair da Noite **

AO CAIR DA NOITE

Senta-te aqui … aqui, junto de mim.
Vem-me dizer o que a tua alma sente …
Que eu quero ouvir, embora tristemente,
A mágoa atroz que te amargura assim ! …

Quero saber ... minha Alma de Poeta
É um convento enorme de ilusões
E nele os prantos são as orações
Que adoçam bem o meu viver de asceta !

José Maria Lopes de Araújo “ Noite de Alma “

4 comentários:

  1. Olá!
    Hoje tem festa lá em casa e estás convidado.
    Ficaria imensamente feliz com tua presença amiga!
    Deixo-te muitos beijinhos cheios de saudades.

    ResponderEliminar
  2. Oláááá...
    Adoro seu blog... mto bonito e sempre tem as palavras certas qdo não são pra mim, com certeza será p/ alguém... apesar q sempre q venho por aqui penso no q tá escrito e me vejo nessa situação.
    Bjs e boa semana q se inicia.
    glcms@superig.com.br

    ResponderEliminar