18 de agosto de 2005

Vinicius de Moraes * Soneto do Amor Total *

SONETO DO AMOR TOTAL



Amo-te tanto, meu amor... não cante,
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante,
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante,
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade,
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente,
De um amor sem mistério e sem virtude,
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde,
É que um dia em teu corpo de repente,
Hei de morrer de amar mais do que pude


Vinicius de Moraes

13 comentários:

  1. Tal e qual, Romeu e Julieta.
    Morre-se de amor, de várias maneiras.
    Temos é de inventar a maneira de manter vivo esse amor durante a vida, como a chama trémula de uma vela em plena ventania ou tempestade, como se fosse a chama da nossa vida.

    Lindo!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  2. "Hei de morrer de amar mais do que pude..."
    A cada nova leitura.. mais beleza!
    beijo

    ResponderEliminar
  3. Lindo soneto este do Vinicius. Felicito pela escolha!

    ResponderEliminar
  4. Lindo soneto.
    Entrega total no amor..adorei.

    Obrigada pelo tão gentil comentário que deixas-te no meu blog.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Para lá de belo este soneto, só tenho uma palavra a dizer; Obrigada por este momento de beleza. Beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. É sempre agradavel ler Vinicius. Mas eu quero ler os teus Poemas também. Faz favor de escrever, Poesia ou Prosa, combinado?

    Beijocas,

    ResponderEliminar
  7. Olá!

    Muito bonito! Muito bem escolhido esse soneto.
    Gostamos!

    Um beijinho

    Um optimo Domingo

    Laços que Perduram

    Tiago & Rita

    ResponderEliminar
  8. Amar e viver!
    Lindo poema de amor, lido pelo
    proprio escritor. Muito original, da luz e vida quem le, #1 blog!!

    ResponderEliminar
  9. sempre apaixonada...bjux
    mistery

    ResponderEliminar
  10. Olááá...

    Vc fez uma bela escolha, eu particularmente adoro os poemas dele, todas as vezes q eu vou ler, tranco-m no quarto, coloco música baixinha e começo a ler, fico horas a fio, me deliciando c/ os poemas, chego a perder a noção do tempo.
    Bjnhos e continue sempre assim... bom domingo.

    Gleice Lúcia
    gleicelucias@yahoo.com.br

    ResponderEliminar
  11. Belissimo poema que escolhes-te para por na página:)
    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  12. Amo Vinicius! Não me canso de ler e ouvir este soneto. Recebi de alguém muito especial para mi!Me traz recordações maravilhosas. Beijos com carinho...

    ResponderEliminar
  13. Boas :) passei aqui e gostei dakilo k li e k vi! tem poemas mt lindos, e a prova disso é aquilo que colocas-te neste post! parabéns!! bjux

    ResponderEliminar