31 de agosto de 2005

VITOR CINTRA " ÀS VEZES "

Às vezes choro.
Às vezes canto.
Outras namoro
‘squecendo o pranto.

Às vezes sinto,
Às vezes não.
Outras desminto
O coração.

Às vezes sonho.
Às vezes faço.
Outras, suponho,
Só embaraço.

Às vezes trago,
Às vezes levo.
Outras apago.
Quando me atrevo.

Às vezes vejo,
Ás vezes não,
Outras desejo
Não ter razão.

Às vezes calo,
Ás vezes digo.
Outras só falo
Se for comigo



Vítor Cintra “ Ao Acaso “

14 comentários:

  1. Oieeee....

    Acho q esse poema vc escreveu pra minha amiga do peito q mora longe de mim... + tá igualzinho ao estado dela hj.

    Eu agradeço seu poema, mesmo ñ tendo sido direcionado pra minha amiga linda.

    Bjnhossssssssss

    Gleice Lúcia
    gleicelucias@yahoo.com.br

    ResponderEliminar
  2. É mais um belíssimo poema que nos trazes.
    Quero agradecer-te por me teres linkado, mas no endereço puseste o acento no “à” e assim é impossível aceder ao blog!! Terá de ser www.extranumerario.blogspot.com (sem nenhum acento).
    Muchas gracias!!!
    Bjinhos..

    ResponderEliminar
  3. Ás vezes não sei o que sinto.. noutras deixo-me levar!!
    beijokas

    ResponderEliminar
  4. As vezes choro por nao saber o que sou nem porque aqui estou!!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Ás vezes, também me sinto assim...


    Às vezes calo,
    Ás vezes digo.
    Outras só falo
    Se for comigo


    Abraços

    ResponderEliminar
  6. Olá, tudo bom? Arranjei um tempinho e vim te visitar... lindo o poema... adorei! Ando meio sumida unicamente por falta de tempo... mas prometo voltar em breve! Excelente final de semana e tudo de bom! Beijo!

    Às vezes... apareço... rs

    ResponderEliminar
  7. Olá!!!

    Passo para dizer que regressi de férias, a Rita continua de férias lá no outro lado do Oceano, mas eu infelizmente volto à rotina.

    Um optimo Domingo

    Laços que Perduram

    Tiago & Rita

    ResponderEliminar
  8. Ás vezes um olhar diz mais que mil palavras:)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Ja devia ser uma preocupaçao o que se esta a passar na praia formosa...
    Um verao recheado de queixas á psp pelo barulho das festas ... dos bares e nao so!~~~

    A populaçao de santa maria e de fora que nos visitam nao podem ser vitimas de uma pessoa que ao que parece nao esta bom da tola e que chama a psp por tudo e por nada e ja disse em praça publima e aos que exploram comercio na praia que para o ano iria acabar com toda a animaçao no local. Se calhar quem esta pouco a pouco a fazer chamadas á psp ja nao se lembra quando explorou o bar da mare ha alguns anos atras o barulho que fazia?
    Nesse tempo nao se havia incomodado.... dava dinheiro hein?

    Enfim.... estas pessoas que se tratem num psiquiatra ... deve ser preciso!

    SAnta Maia e as suas entidades nao podem ficar calados com este `RONHA´ da praia!

    ResponderEliminar
  10. A verdade nua e crúa.
    Gosto muito destes pedaços d'alma.

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  11. Este belo poema relembra-nos que a alma humana é um bosque inóspito e indesvendável…

    Nunca ninguém sabe o que sente...

    ResponderEliminar
  12. Passei só p dizer que gostei mto do blog.. Continua! :)

    ResponderEliminar
  13. Come Visit Santa at his blog and tell him what you want for Christmas,

    ResponderEliminar