22 de outubro de 2005

José Carlos ARY DOS SANTOS " Poeta Castrado "

Poeta castrado não!

Serei tudo o que disserem
por inveja ou negação:
cabeçudo dromedário
fogueira de exibição
teorema corolário
poema de mão em mão
lãzudo publicitário
malabarista cabrão.
Serei tudo o que disserem:
Poeta castrado não!

Os que entendem como eu
as linhas com que me escrevo
reconhecem o que é meu
em tudo quanto lhes devo:
ternura como já disse
sempre que faço um poema;
saudade que se partisse
me alagaria de pena;
e também uma alegria
uma coragem serena
em renegar a poesia
quando ela nos envenena.

Os que entendem como eu
a força que tem um verso
reconhecem o que é seu
quando lhes mostro o reverso:

Da fome já não se fala
- é tão vulgar que nos cansa -
mas que dizer de uma bala
num esqueleto de criança?

Do frio não reza a história
- a morte é branda e letal -
mas que dizer da memória
de uma bomba de napalm?

E o resto que pode ser
o poema dia a dia?
- Um bisturi a crescer
nas coxas de uma judia;
um filho que vai nascer
parido por asfixia?!
- Ah não me venham dizer
que é fonética a poesia!

Serei tudo o que disserem
por temor ou negação:
Demagogo mau profeta
falso médico ladrão
prostituta proxeneta
espoleta televisão.
Serei tudo o que disserem:
Poeta castrado não!


José Carlos Ary dos Santos

11 comentários:

  1. olá..é sempre um prazer para os olhos e para alma passar no teu blog.
    bjux (mistery)

    ResponderEliminar
  2. Hey, great blog! Keep it up.

    I have a perfume spot site. It pretty much covers perfume spotrelated stuff.

    Come and have a look if you get time :-)

    ResponderEliminar
  3. vim te desejar um lindo domingo cheio de muita paz e luz, e que seu começo de semana possa ser cheio de muitas energias positivas e muitas realizações.
    è um grande parazer sempre passar aqui pra ler suas poesias.
    Bjkas no coração!

    ResponderEliminar
  4. Anything you want perfume sampleCOME AND SEE perfume sample

    ResponderEliminar
  5. ...@miguinha...eu que nunca tinha lido poesia...porque nem na escola a li...cada vez mais me identifico com determinados poetas e poetisas...e Ary é sem dúvida uns do que gosto e muito...e ´será sempre eterno os seus testemunhos...obrigada pela tua escolha...

    Tem uma boa semana e um beijinho grande.

    ResponderEliminar
  6. Adoro aqui vir... e deixar-me embalar, pela musica, tão serena... e deleitar-me nas letras... vagueando o espirito pelas imagens que estas me sugerem...

    As poesias escolhidas a dedo, têem esse condão.

    Gosto bastante deste grito do poeta... que apesar do título, nos remete para os problemas mundanos, a que, como o próprio chama a atenção, de tão diários já não damos a devida atenção.

    Boa semana

    ResponderEliminar
  7. Adorei conhecer o teu blog!!!!
    Continua a postar!!!!!!!!!!!!!
    *^*^*^

    ResponderEliminar
  8. Sensacional esse poema. Sensacional seu blog, cheio de cor, de alegria, de poesia. Nos comove, nos toma e nos leva pelo imagem acústica dos versos.
    Espero voltar mais vezes e como dizia Cecília Meireles "Não sou alegre nem sou triste: sou poeta".

    ResponderEliminar
  9. Ola!! Seu blog esta concorrendo a ser o the best do mes de novembro com 20 blogs, entra na gazeta e vote no seu blog os 5 mais votados ganharao o premio the best.
    Boa sorte
    Equipe GB

    ResponderEliminar
  10. "saudade que se partisse
    me alagaria de pena": esta uma boa definição que eu daria de lágrima... Um magnífico poema.

    ResponderEliminar