2 de dezembro de 2006

Florbela Espanca

Saudades! Sim...talvez...e porque não?...
Se o nosso sonho foi tão alto e forte
Que bem pensara vê-lo até à morte
Deslumbrar-me de luz o coração!


Esquecer! Para quê?...Ah!como é vão!
Que tudo isso, Amor, nos não importe.
Se ele deixou beleza que conforte
Deve-nos ser sagrado como o pão!


Quantas vezes, Amor, já te esqueci,
Para mais doidamente me lembrar,
Mais doidamente me lembrar de ti!


E quem dera que fosse sempre assim:
Quanto menos quisesse recordar
Mais a saudade andasse presa a mim!




Florbela Espanca

6 comentários:

  1. Venho deixar votos de BOM NATAL
    e FELIZ ANO NOVO.
    Venham tomar 1BICA quentinha no meu canto.
    http://bica.blogs.sapo.pt

    Saudades e abraços companheiros.
    AMIGA SEMPRE
    ALUENA

    ResponderEliminar
  2. Querida Mariense,
    uma vez mais, visitar este teu espaço se torna fabuloso.
    O que publicas, a musica que escolhes, tudo nos envolve e faz querer voltar.
    Deixo-te um abraço carinhoso e cumplice como sempre pelo meu amor ás maravilhosas "ilhasencantadas".

    ResponderEliminar
  3. Esta mulher era uma alma forte sem dúvida marcante.
    Bom Domingo.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Olá
    Tive conhecimento deste seu lindo e romântico blog, através da Medusa.

    É simplesmente lindo...e com esta música de fundo, ficaria um bom tempo...mas não posso!
    Eu sou a gaivota solta... http://gaivotapoesia.blgs.sapo.pt
    caso queira me juntar à sua lista de amigos, terei imenso prazer.
    beijinhos e até breve.

    ResponderEliminar