22 de julho de 2007

JOSÉ ANDRADE " Uma Ilha é Um Barco "









Uma ilha é um barco
Ancorado
Que estremece ardentemente
Nas tempestades da vida.

Uma ilha é um barco
Ancorado
Na espera desesperante
De um destino esquecido.

Uma ilha é um barco
Ancorado
Onde o Mundo Moderno
Descansa, fatigado.

Uma ilha é um barco
Somente
Mas um barco celeste
Que com o mundo equilibra
O sentido da vida
E a vida sentida.

Uma ilha é um barco
Uma ilha é um mundo.





Jun/83

José Andrade

P. Delgada - Ilha de S.Miguel - Açores

Do livro " Semente "

2 comentários:

  1. Sem dúvida que a tua sensibilidade descobre e traz-nos encanto em forma de poesia.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. O motivo da indicação deste blog como POESIA, no blog Um Poema de Vez em Quando, tem inteira justificação.

    Boa semana

    ResponderEliminar