14 de agosto de 2007

BEL poema de " Luís Veiga Leitão "








Hálito de terra depois da chuva:

cálida ternura

aflorando

do lábio


Teu corpo

leveza que pesa

um sabor sábio

secreto

da Natureza


Por isso os bichos te amam

em suas falas naturais:

os felinos

os caprinos

e os poetas - bichos marginais





Luís Veiga Leitão

5 comentários:

  1. Há muito tempo que não passava por este teu cantinho, mas vejo (e sinto) que continua a ser um prazer por aqui ficar.


    ;)

    ResponderEliminar
  2. Tem um blogue bastante interessante.


    Os sentidos falam.

    otaciturno.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. " Por isso os bichos te amam
    Em suas falas naturais"

    Belos versos poéticos que encontrei neste meu regresso!!

    Beijinhos da

    Maria

    ResponderEliminar
  4. Por isso entendo que este é um 'Blog 5 Estrelas'.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Belo poema, certamente dum bom poeta!

    ResponderEliminar