29 de agosto de 2007

O MEU DESEJO poema de Florbela Espanca




Vejo-te só a ti no azul dos céus,
Olhando a nuvem de oiro que flutua...
Ó minha perfeição que criou Deus
E que num dia lindo me fez sua!

Nos vultos que diviso pela rua,
Que cruzam os seus passos com os meus...
Minha boca tem fome só da tua!
Meus olhos têm sede só dos teus!

Sombra da tua sombra, doce e calma,
Sou a grande quimera da tua alma
E, sem viver, ando a viver contigo...

Deixa-me andar assim no teu caminho
Por toda a vida, Amor, devagarinho,
Até a Morte me levar consigo ...



Florbela Espanca

6 comentários:

  1. Creio que possuo quase todos os poemas de Florbela Espanca. Não me lembra deste (o que acho estranho), possívelmente não o possuo.
    É de uma ternura, que excede tudo o que se possa dizer.
    fica bem.
    Felicidades.
    Manuel

    ResponderEliminar
  2. Florbela não passa nunca. A sua poesia cativa e enternece.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Como emternece seus poemas...belissima escolha...

    Doce beijo

    ResponderEliminar
  4. Alma de Poeta


    Uma boa escolha e gostei de ler.


    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  5. Lindo lindo os poemas..e este em especial adoro Florbela .

    musica tb maravilhosa.parabens pelo encanto ..beijokas .

    ResponderEliminar
  6. estive hoje na livraria Lello e apaixonei-me por este poema que reflecte em absoluto o que me vai na alma... Parabéns.

    ResponderEliminar