20 de dezembro de 2007

** RESPEITO **poema de VITOR CINTRA









Pelas beiras dos caminhos
Sabe Deus quantos velhinhos
Andarão neste Natal,
Sem que o mundo à sua frente
Lhes prometa que o presente
Não será sempre o normal.

Quando o hoje é semelhante
Ao passado, já distante,
Como o ontem foi igual,
O futuro não existe
Num presente, que é tão triste,
Sem prever melhor final.

O saber de muitos povos
Determina que os mais novos
Reconheçam no idoso,
Na velhice, ter direito
A viver com mais respeito
E uns anos de repouso.

Mas serão tão atrasados
Esses povos, apontados
Como gente mais selvagem?...
Ou será que o ocidente,
Se tornou tão indif'rente,
Que resusa aprendizagem? ...


VITOR CINTRA
" Relances "

8 comentários:

  1. Olá Vitor, lindo como sempre.
    Adorei!!!
    Tenho uma prendinha para si no Fotos-Fernanda.
    Muitos beijinhos de carinho.
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  2. Há brilho nos pinheiros,
    Como candeeiros,
    Para imitar as estrelas,
    As cores não são delas:
    São escapadelas,
    Fugazes e belas.
    Que tragam:
    Um Feliz Natal
    Descomunal…

    Félix

    ResponderEliminar
  3. Para ti que me visitaste
    Ao longo destes poucos meses
    Ofereço-te uma prenda singela
    Uma estrela de mil cores

    Roubei-a ao firmamento
    Deposito-a na tua mão
    Para que neste Natal
    Te ilumine o coração

    Um Santo e Mágico Natal


    Doce beijo

    ResponderEliminar
  4. Muita Paz, Alegria, Harmonia e Amor neste Natal e um Ano Novo cheio de prosperidades...

    Beijos, flores e muitos sorrisos... sempre!

    ResponderEliminar
  5. FELIA ANO 2008 com muitas coisas boas, e muita felicidade.

    ResponderEliminar
  6. Que bom estar aqui !!
    Estou passando para te desejar um FELIZ ANO NOVO
    Com muita saúde, luz , paz, harmonia , fé e amor !!
    Tem lembrancinha de Boas Festas p/ ti no meu cantinho ..pegas lá. Estão na lateral direita do blog salinha de mimos ..
    Estejas com Deus !!
    Milhões de realizações no ano vindouro.
    Com Amor Fraterno !!

    ResponderEliminar
  7. ....
    Amiga,

    Que 2008 seja um ano de Paz, Amor, Justiça e Prosperidade para ti, para mim, para o mundo todo.
    Que os homens se entendam, as nações se respeitem, as crianças sejam protegidas e acarinhadas.
    Que em cada mesa haja pão, em cada coração haja amor, em cada rosto haja um sorriso.

    Que 2008 seja também um ano de menos correria, do que têm sido os últimos meses de 2007, para que eu possa visitar-te mais vezes.

    Obrigado pelas tuas visitas.

    Um abraço
    .......

    ResponderEliminar
  8. Porque do Mundo Inteiro a irmã, de Portugal a filha

    Marília Gonçalves

    Quem endoideceu em Portugal ?

    Fecham-se Hospitais e abrem-se estâncias de luxo ?

    Férias ou habitação de que aves de arribação ?

    Povo de Portugal estás ao corrente do novo projecto autorizado pela Câmara de

    Cascais!?

    Vejam este vídeo de apresentação.

    E se forem acometidos por náusea ou vómito não se assustem, é uma reacção natural!

    http://www.estorilsolresidence.com/filme.swf

    Crise? Que crise? Os ricos estão mais ricos que nunca!

    A Crise é a do Povo de Portugal a ter que viver com salários abaixo das médias

    europeias, abaixo do custo de vida.

    Em Portugal, desde 1 de Janeiro de 2007, o salário mínimo nacional é de 403,00 euros.
    (http://pt.wikipedia.org/wiki/Sal%C3%A1rio_m%C3%ADnimo)


    Desde o Euro Portugal anda a viver aos preços europeus enquanto os salários

    não acompanham os salários dos outros países da União Europeia, a não ser

    que nivelemos pelos mais pobres....e nos que mais recentemente entraram para a

    União europeia


    Em que País senão de loucos mandões se põe rendas de casa (casas tipo caixa de fósforos) superiores ao salário mínimo nacional ? Será que os trabalhadores de Portugal vão ter que ir não só tratar-se em Espanha, Por falta de serviços médicos apropriados e a tempo de poderem tratar-se ( sim porque há casos em que são chamados para exames clínicos , pessoas que aguardavam vaga há tanto, que ao ser chamados haviam deixado o mundo dos vivos e esse jardim à beira-mar plantado , para encontrar o outro onde imperam as tabuletas...
    mas quem trabalha, irá ter também que ir viver em Espanha, onde as rendas não são tão elevadas para vir como não pode deixar de ser cada dia trabalhar em Portugal?
    Ou vamos voltar às “partes de casa” o que se afigura complicado tendo em conta a área das divisões, o seu número e o tamanhito das cozinhas!!!
    Eu na instrução primária , graças à Selena, aquela professorinha solteirona de quem éramos todas filhas que não teve, aprendi a fazer as minhas continhas e até a tabuada de cor e salteado. Ora a guiar-me pelo que aprendi e sempre tive como certo, que por enquanto doa a quem doer a matemática é uma ciência exacta, não consigo perceber como de 80 se podem tirar 100. Quem de oitenta tira cem.... está tramado!!... Mais grave ainda quando dos tais oitenta que nem são bem oitenta, se tem que tirar os tais para a casa , e mais a escola do garotito, da menina, pois é... é que em Portugal as mães são empregadas, por diversas razões, mas a primordial é que precisam de salário para sobreviver ( notem que nem digo viver) dignamente. E a menos que o patronato abra escolas ou bem “feche os olhos” e deixe as criançinhas ir para o trabalho com as mães, restam os jardins escola que no nosso País existem, lá isso existem, mas que são pagos e bem pagos, dum salário mínimo vai bem metade? Um pouco mais? Bom entre casa e jardim escola, vai mordiscar-se uma fatia do salário do pai.
    Sem falar da água, luz, gaz, ai... e pelo menos à conta do pudor, alguma roupita, pois é também faz falta! E então este ano que têm estado por î umas friezas!!! ah é verdade e um pouquinho de comida que sem isso o motor não funciona e a máquina não quer trabalhar, a Máquina do corpo e a máquina de trabalho, coitada que se o corpo não tiver força, nem trabalhar pode, para continuar a encontrar no prato o necessário à sobrevivência, o que vale é que em Portugal há boas receitas de sopa!!!
    Favas...pois também...
    O pior é se um está desempregado.... parece que vai acontecendo cada vez mais.
    E pede Sua Excelência o Pr. de Portugal que se façam meninos.... pois a mim consta-me que os portugueses ainda não esqueceram a fórmula, e com o clima temperamental de Portugal é de crer que meios físicos não faltem?! Não duvide Sr. Presidente.
    O problema dos portugueses não fazerem filhos não está na vontade ou falta desta de os fazerem, está em vós senhores governantes!
    Pois está! É que para dar vida a uma criança não bastam palavras, nem belos discursos dos que desconhecem a realidade dos lares e das famílias que vivem única e exclusivamente do seu honesto esforçar! Pôr um filho no Mundo é um grito de confiança no Futuro! E o Futuro hoje apresenta-se de janelas cerradas,
    ( mas folheando uma História Universal às vezes fica-se a saber umas coisas)

    onde a luz que entra é do sol, que por enquanto ainda os Srs. governantes se

    não lembraram de taxar assim como também não nos puseram taxas sobre o

    ar poluído que vamos a custo respirando..... Cala-te boca...



    Salaire minimum légal en janvier 2007 (salaire mensuel brut)
    Pays Montant Part des salariés à temps complet le percevant en 2005
    Luxembourg 1 570 € 11,0 %
    Irlande 1 403 € 3,3 %
    Royaume-Uni 1 361 € 1,8 %
    Pays-Bas 1 301 € 2,2 %
    Belgique 1 259 € NC
    FranceEn France, le salaire minimum (SMIC) est revalorisé tous les ans au 1er juillet.Il est actuellement de 8,44€ de l'heure.http://fr.wikipedia.org/wiki/Salaire_minimum 1 254 € (1 549 €[2]) 16,8 %
    Grèce [3] 668 € NC
    Espagne 666 € 0,8 %

    Malte 585 € 1,5 %
    Slovénie 522 € 2,8 %
    Portugal 470 € 4,7 %
    République Tchèque 288 € 2,0 %
    Hongrie 258 € 8,0 %
    Pologne 246 € 2,9 %
    Estonie 230 € 4,8 %
    Slovaquie 217 € 1,7 %
    Lituanie 174 € 10,3 %
    Lettonie 172 € 12,0 %
    Roumanie 114 € 9,7 %
    Bulgarie 92 € 16,0 %




    (source : Eurostat, 2007)

    ResponderEliminar