2 de janeiro de 2008

" NÓS "
poema de VITOR CINTRA




P'ra todos nós o segredo
Duma vivência serena,
Vem de mão dado co'o medo;
Que torna a vida pequena,
Atroz.

Quantos de nós fomos reis
Duma utopia sem par?
Quantos ditámos as leis
Num reino de imaginar? ...
Sem voz! ...

Quantos de nós fomos pajens
Dalgum senhor que há nos sonhos?
Quantos fizemos viagens
Rasgando mundos medonhos? ...
Mas sós! ...

Quantos de nós, por desejo
De desvendar o mistério,
Fomos perdendo o ensejo
De ver aquilo que é sério,
Em nós? ...




Vitor Cintra


do Livro " Murmúrios "

1 comentário:

  1. Querido amigo vitor, mais um belíssimo poema,
    Bom fim de semana.
    Muitos beijinhos,
    Fernandinha

    ResponderEliminar