16 de abril de 2008

O TEU OLHAR poema de Ângelo Gomes





Que é feito do olhar que me tirava das trevas?
Que é feito da doçura que me curava tédios?
Que é feito dos prédios alicerçados em ti….
Que é feito de mim… que é feito do sorriso,
Do cristal, das margens do rio que chora e não ri?

Que falta me fazem os teus olhos de seda !…
Que nostalgia, que vácuo, que varanda sem horizontes...
Que fontes secas, que vida sem forma nem conteúdo !...
Que Entrudo de máscaras que disfarçam as mágoas….
Que fráguas, que colinas íngremes, que montes !...

O teu olhar !... a suavidade cremosa das tuas palavras …
Que travas … que lavas como quem descobre pepitas de ouro …
Que colocas a soro na convalescença dos tempos !....
O teu olhar !... a tua intensa vontade de viver …
Que é feito da generosidade que te eleva como ser?



Ângelo Gomes

4 comentários:

  1. A vida, o amor, a felicidade é tudo efémero...A saudade é eterna

    ResponderEliminar
  2. Boa noite

    Bonita selecção de poemas!

    ResponderEliminar
  3. Que é feito de mim…
    -----------
    Uma interrogação, a que gostava de poder responder. É um procurar, sem encontrar, um estar, sem estar.
    Fica bem.
    E a felicidade por aí.

    ResponderEliminar
  4. Isabel, escolheste um belíssimo poema. Tens muito bom gosto nos posts e na música que colocas.

    Boa semana, beijinhos.

    ResponderEliminar