30 de outubro de 2008

Não Sei Nada...... poema de LG















Pergunto a mim próprio se existo,

ou se apenas resisto às mais doces tempestades;
poço de mentiras e verdades
em que teimosamente insisto.

Pergunto a mim mesmo se valho,
ou se apenas resvalo em delícias planas;
simples desflorador de camas,
ou singela gota de orvalho..


Pergunto a mim próprio se penso,
ou se só lanço a confusão;
se é líquida resignação,
ou os meus próprios medos venço..


Pergunto a mim mesmo se lido,
ou mergulho na preguiça;
se lidero a justiça,
ou se por ela fui vencido..


Pergunto a mim próprio se vivo
tal como a vida se imagina,
se antevê ou se alucina,
ou sou dela apenas cativo..


Pergunto, por fim, a mim próprio,
se perguntar a mim mesmo sei,
ou se, pelo contrário, herdei
o dom de ser um ser impróprio.


.


Poema de Luis Gabriel

Sem comentários:

Enviar um comentário