15 de janeiro de 2009

" FUMO " poema de Florbela Espanca





Longe de ti são ermos os caminhos,
Longe de ti não há luar nem rosas,
Longe de ti há noites silenciosas,
Há dias sem calor, beirais sem ninhos!

Meus olhos são dois velhos pobrezinhos
Perdidos pelas noites invernosas...
Abertos, sonham mãos cariciosas,
Tuas mãos doces, plenas de carinhos!

Os dias são Outonos: choram... choram...
Há crisântemos roxos que descoram...
Há murmúrios dolentes de segredos...

Invoco o nosso sonho! Estendo os braços!
E ele é, ó meu Amor, pelos espaços,
Fumo leve que foge entre os meus dedos!...



Florbela Espanca

6 comentários:

  1. Uma das minhas poetisas preferidas, nada como um clássico para ler e sempre se enternecer...
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Eu amo Florbela e este poema então é uma dádiva sabia?
    Um grande beijo e uma linda tarde pra você minha querida!

    ResponderEliminar
  3. Minha querida, passando pra avisar que tem selinhos pra você ok?
    Quando tiver um tempo passa lá pra pegar. Beijos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  4. Olá! Muito prazer, Sabrina!
    Achei o blog e pelo título me interesei!
    Esse poema ficou lindo, com relação aos olhos iguais velhinhos... lindo!
    Você qume os escreve? Ás vezes penso como um poeta tem TANTA criatividade para escrever vários peomas...
    Eu sempre gostei de escrever mas nunca poemas ai ontem eu escrevi um soneto!! Fiquei super surpresa!! Foi, bom, uma sensação boa, legal! Leio-o todo dia como se não fosse meu!
    ^^

    Bom, parabéns pelo blog!
    Abraços!

    Sabrina Vaz

    ResponderEliminar
  5. Façam tardes as manhãs
    Façam artes os artistas
    Faça parte da maçã
    A condenação prevista
    Façam chuvas os Xamãs
    Façam danças as coristas
    Façam votos que esta corda
    Não sabote o equilibrista

    Façam Beatles "For No One"
    Faça o povo a justiça
    Faça amor o tempo todo
    Que amor não desperdiça
    Faça votos pra alegria
    Faça com que todo dia
    Seja um dia de domingo

    Façam tardes as manhãs
    Façam artes os artistas
    Faça parte da maçã
    A condenação prevista

    Façam Beatles "For No One"
    Faça o povo a justiça
    Faça amor o tempo todo
    Que amor não desperdiça
    Faça votos pra alegria
    Faça com que todo dia
    Seja um dia de domingo

    (Osvaldo Montenegro)

    Votos de um lindo final de semana
    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. O AMOR
    Amo o amor que se reparte
    em beijos, leito e pão.
    Amor que pode ser eterno
    mas pode ser fugaz.
    Amor que se quer liberar
    para seguir amando.
    Amor divinizado que vem vindo
    Amor divinizado que se vai.

    Pablo Neruda

    Passei para desejar-lhe um final de semana cheio de amor e felicidade.
    Abraços

    ResponderEliminar