5 de abril de 2009

... de Bob Marley

Os ventos que as vezes tiram
algo que amamos, são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado e sim,
aprender a amar o que nos foi
dado.Pois tudo aquilo que é
realmente nosso, nunca se vai
para sempre...


Bob Marley

7 comentários:

  1. Boa Tarde
    agradeço o seu comentário, já reparei o erro, o copiei de algum lado mas não foi do seu blog já estaria sem autor, mas obrigada.
    Fico feliz por ter encontrado alguém de Santa Maria ilha que amo do coração e que visito muitas vezes estar 3 meses sem ir á ilha é arrancarem-me o coração.
    os meus parabém por ser daquela bonita terra
    Um beijo
    Princesa

    ResponderEliminar
  2. aquilo que é
    realmente nosso,
    ----------
    Mas haverá algo que é realmente nosso?!...
    Fica bem.
    E a felicidade por aí.
    Manuel

    ResponderEliminar
  3. O vento soprou
    Tão doce e sereno
    Tocou-me ao de leve
    Girou sentimentos
    Dormentes, silentes
    Que em vôo rasante
    Tocaram o chão.
    O fundo da alma
    fez-se de cor de ouro
    Castanho ou laranja
    Deu frutos já secos
    De um doce amargo
    Surgiu o Outono
    No meu coração.
    (Lique, 2004)

    Uma boa semana, plena de amor e carinho
    Eduardo Poisl

    ResponderEliminar
  4. Amiga
    obrigada mais uma vez pelos seus comentário eu tiro os poemas e por vezes já vêem sem autor o mal não é so meu mas gostei que chamasse a atenção assim quando tiverem nome o irei por.
    É verdade amiga o meu coração está nos açores em Santa Maria neste momento apenas a ilha me diz algo o meu amor de amor passou a melhor amigo o que é muito bom
    um beijo

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito desse pensamento do Bob Marley, uso dele em várias situações da vida, quando a insegurança, o medo e até mesmo o ciúme abate sobre mim... Deixe seu amor livre, se for e nao voltar é porque nunca foi seu, é isso...
    Beijo e boa semana

    ResponderEliminar
  6. Eu tinha visto outro dia que seguias meu Blog. Tentei vir aqui algumas vezes mas não sei o que houve que o blog não abria. Gostei imenso dos textos, das letras de canções, da sensibilidade do teu sentir.
    Seja muito bem vinda, Isabel. Que teus dias sejam sempre de grandes realizações.

    Um beijo de amizade

    ResponderEliminar