9 de junho de 2009

Tempo..... poema de Isabel C.



Eu quero agarrar o tempo,
Que corre veloz e não cansa.
Mas o tempo, tem todo o tempo,
Corre, corre, atrás do vento,
Numa corrida sem esperança.

Queria contar os grãos de areia,
Que tenho na palma da mão.
E neste querer impossível,
Espalha o vento invisível,
O tempo que me resta, pelo chão.

Assim, é para cada um, a sorte...
Que se trás no destino, ao nascer,
Por muito que tente, lute e se esforce,
Ore e implore, para que a sorte volte,
Esta não muda, só por se querer.



2009.06.08
Isabel C.

3 comentários:

  1. Lindo Isabel! Dizem que nascemos com nossa história já escrita, destino, sina...sei lá! Se há coisas que pensamos mudar, há outras que nos fazem lembrar que não é só nosso querer que importa, há algo escrito que desconhecemos...
    beijos

    ResponderEliminar
  2. Quantas vezes queremos agarrar o tempo, mas não se pode.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Não devemos permitir que alguém saia de nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz.

    (Madre Teresa de Calcutá)

    Desejo um ótimo feriado,
    um dia dos namorados com a pessoa amada,
    e um lindo final de semana com muito amor e carinho
    Abraços Eduardo Poisl

    ResponderEliminar