24 de junho de 2010

Adeus/Não-Adeus ...poema de MANUELA BULCÃO





















Qual o significado desta pequena palavra?
Entrada na inexistência pura da saudade
Tanto a proferi nesta existência
Somos companheiros do pesar
Amantes furiosos das ondas de uma mera tempestade


Não me queria despedir de ti eternamente
Sinto-me frágil na tua presença distante
Do outro lado do oceano estás
Num quarto sonolento estou prostrada


Nunca te direi ADEUS, meu amor !
Tatuaste-me e acariciaste esta fera
Agora mergulho o meu corpo cansado na escuridão
Sempre a pensar na tua essência que desconheço…
Um NÃO-ADEUS para ti!






Manuela Bulcão

(Poetisa Açoreana)

2 comentários:

  1. Olá, passeando na net encontrei seu blog
    E adorei seu cantinho! de grande delicadeza
    se desejar venha conhecer
    Meu cantinho será um prazer um ótimo restinho
    De tarde.

    ResponderEliminar
  2. parece a minha história :) lindo, sem duvida!

    ResponderEliminar