7 de julho de 2011

O Sol nas Noites e o Luar nos Dias.... Natália Correia


De amor nada mais resta que um Outubro
e quanto mais amada mais desisto:
quanto mais tu me despes mais me cubro
e quanto mais me escondo mais me avisto.

E sei que mais te enleio e te deslumbro
porque se mais me ofusco mais existo.
Por dentro me ilumino, sol oculto,
por fora te ajoelho, corpo místico.

Não me acordes. Estou morta na quermesse
dos teus beijos. Etérea, a minha espécie
nem teus zelos amantes a demovem.

Mas quanto mais em nuvem me desfaço
mais de terra e de fogo é o abraço
com que na carne queres reter-me jovem.


Natalia Correia

4 comentários:

  1. Simplesmente maravilhoso este belo poema e uma belíssima escolha. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  2. Tudo em seu blog é lindo, Isabel! Vc tem muita sensibilidade e é sempre um prazer estar aqui. Bjs,
    Maria Luiza

    ResponderEliminar
  3. E sei que mais te enleio e te deslumbro
    ------
    A doce ternura do querer.
    ------
    Felicidades
    Manuel

    ResponderEliminar
  4. Isabel: é sempre uma delícia navegar pelos belos poemas de seu blog.
    Abraço amigo,
    Maria Luiza

    ResponderEliminar